<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, outubro 31, 2005

O que leva S.Exa a candidatar-se?

Posted by Picasa (clicar na figura para ver "ao perto")

(0) balázios

domingo, outubro 30, 2005


Ponte de Santa Clara sobre o Mondego Posted by Picasa

(0) balázios

Ponte Nova Sobre O Mondego Posted by Picasa

(2) balázios
FORMAÇÃO PROFISSIONAL

1)
Sempre tive a impressão de que se trata, em larga medida, de uma forma de esbanjar dinheiro em lérias que trazem pouco ou nenhum benefício para o país. Em muitas lojas que vendem esta coisa, é uma maneira de manter pessoal desempregado (e não só) entretido a coleccionar pseudo-canudos de lavores gerais, macramé, culinária para manetas, técnicas disto e daquilo, gestões diversas …
Que benefícios e melhorias para o país resultaram dos diversos cursos oferecidos pelas muitas lojas de formação profissional?
Que cursos há e quem os frequenta? O que acontece depois dos "canudos tirados"? Os conhecimentos adquiridos têm aplicação? Os "formados" associam-se em ordens ou associações profissionais? Têm sindicatos?
Que interesse objectivo podem ter cursos teóricos de técnicas práticas, que são expostos a um conjunto disperso de “formandos” sem nada em comum (além de alguma apatia) e que ou estão ali para passar o tempo, ou nem sabem bem como e porquê. Foram chamados, dizem…, e afinal sempre recebem o subsídio de alimentação (!)
Quanto dinheiro se gasta nestas porcarias e para que serve?
Quem guarda os euros no fim de contas?

2)
Transcrição de um documento do Arquivo do Mosteiro da Batalha *:

Il.mo Sr Director das Obras Públicas do Districto de Leiria

Diz José de Mendonça de edade de 15 annos, enteado de João Lopes de Carvalhos Escrivam e tabelião do Juízo Ordinario do Julgado da Batalha, que tendo muita dedicação e vontade de aprender officio de canteiro e não havendo neste Desctricto porporções para aprender o dito officio de canteiro se não na obra do Monumento da Batalha motivo por que Pede a V.S.ª se digne mandá-lo admitir na dita obra com o vencimento próprio dos aprendizes da mesma obra.
Batalha 2 de Agosto de 1860
Jose Augusto de Mendonça
(Arquivo Mosteiro de Stª Maria da Vitória)
* Neto, Mª João Baptista. 1997. James Murphy e o Restauro do Mosteiro de Santa Maria da Vitória no Século XIX

(0) balázios
Grande posta gamada aqui:

Quase

Estava quase a escrever sobre aquelas pessoas que estão quase a tomar uma atitude definitiva – e recuei.

Ia escrever sobre os que um dia, por pouco, muito pouco estiveram prestes a mudar de vida e não deram o passo em frente, mas não vou.
Pena e comiseração para os que não deram o passo em frente. Pena e comiseração para os que preferiram o pássaro na mão. Para os que hesitaram na altura de saltar. Para os que pensaram duas vezes. Pena e comiseração para os que envelheceram a tentar decidir o que iam ser quando crescessem. E para os que decidiram, mas chegada a altura não foram.
Algumas pessoas passam a vida acompanhadas pelo que podiam ter sido. Um desfile de ressentimentos. Este sou eu se tivesse decidido fazer aquele curso em Londres… Se eu tivesse dito sim… se eu tivesse dito não…Conhecemos muita gente assim. Gente que cultiva as oportunidades perdidas como se fosse o seu maior tesouro. E não perdem a oportunidade de contar como essa aventura foi desperdiçada:- Foi num jogo de Poker. Tinha dois pares e não fui a jogo. Quem ganhou só tinha um. A melhor mesa da noite. Dezenas de Milhares de Euros. Eu, hoje, seria outro.- Uma vez fui fazer testes no FC Porto. Parti tudo. Ficaram doidos com o meu potencial. Mas a minha mãe foi contra. Insistiu com a faculdade. Eu, hoje, seria outro.- Eu, hoje, podia estar a treinar o Chelsea.- Tudo porque não sai daqui quando devia.
Pena e comiseração para os que não saíram daqui quando deviam. Há quem diga que as oportunidades só surgem uma vez na vida. Têm hora marcada e não voltam. Um disparate, claro. Mas não para os mártires do por pouco.
Ia escrever um post genial, prémio Nobel, sobre isto tudo. Mas perdi-me. Perdi o momento certo. Agora é tarde.

( o Cafajeste )

(0) balázios

sexta-feira, outubro 28, 2005

Agora já se sabe o qual o motivo do finca-pé do Ministro Sócrates nas aulas de inglês para os cachopos ... é para melhor poderem basar para o estrangeiro após conclusão dos estudos.


Um cada cinco portugueses com qualificações superiores (universitárias ou técnicas) vive fora de Portugal, uma "fuga" que coloca o nosso país no topo do ranking europeu da perda de trabalhadores qualificados. E na desconfortável 21ª posição na "fuga de cérebros" entre as nações do mundo com mais de cinco milhões de habitantes.

(5) balázios
A "HORA SEXUAL" (*) ou
ANTES QUE ISTO COMECE
(história praticamente verídica)

O marido chega a casa, descalça os sapatos, senta-se no sofá, liga a TV e diz para a mulher que está na cozinha:
- Ó Maria traz-me uma cerveja antes que isto comece.

- “Antes que isto comece”? Mas que comece o quê?
… E lá vai levar a cerveja ao marido.

Instantes depois, diz o marido:
- Ó Maria traz aí uns amendoins antes que isto comece.

- Mas que comece o quê? Não estou a perceber nada! O que é que vai começar?
… E lá vai levar os amendoins.

Passados mais uns minutos:
- Ó Maria chega-me aí mais uma cerveja antes que isto comece.

A mulher já bastante irritada diz:
- Mas antes que comece o quê?? É sempre a mesma merda! Tu chegas a casa, sentas-te a ver a TV e pões-te a mandar Maria isto, Maria aquilo! Não fazes nada e eu é quem tenho o trabalho de criada e de cozinheira, e tu não me dás nenhum valor!

E o marido:
- Pronto, isto já começou!

(recebida por via electrónica na caixa de correio do esconderijo secreto)


(*) Hora assim chamada por ser aquela em que o casal se junta após um dia de trabalho, que é dedicada a esfodaçar o juízo um ao outro.


(0) balázios
Sou um cidadão exemplar e cumpridor
clica na imagem para aumentar
HÁ PERSONALIDADES QUE NÃO SÃO NEM PODERIAM SER PARENTES NOSSOS

(0) balázios

quinta-feira, outubro 27, 2005

Farto da vida....

Farto da vida, José queria morrer, eis as soluções pró seu caso…

José atirou-se para a frente de um camião. Nada. Travou a tempo!

Tentou com uma pistola. Encravou.

Pediu ajuda a um amigo. Este recusou.

Experimentou com veneno. Estava fora do prazo, ganhou uma valente dor de barriga.

Estava desesperado! Tinha de encontrar uma solução infalível.

Ligou a televisão, estava a começar o noticiário. Foi aí que viu a escuridão ao fim do túnel. Era isso! Não ia falhar!

Saiu, entrou no automóvel, e conduziu em direcção a norte. Ao fim de algum tempo, chegou ao seu destino final.

Na praça central de Felgueiras a agitação era geral. José foi-se entranhando na multidão.

Quando estava bem no centro, gritou com toda a força que lhe restava:

- EU QUERO QUE A FÁTIMA SE FODA!!!


O enterro é amanhã, às 15.30, na igreja do Bonfim…

RIP


(recebido na caixa de correio do esconderijo)

(0) balázios
Bebam

Não há tipo mais sagaz
Nem fraco mais valentão.
Nem tolo mais sabichão,
Nem cátaro mais loquaz:

Nem mais vil irracional,
Nem louco mais imprudente,
Nem besta mais indecente
Nem mais indigno animal:

Nem gajo mais maçador,
Mais nocente, mais daninho,
Mais torpe, mais detractor:

Mais franco, nem mais mesquinho.
Nem mais boçal roncador
Do que é o senhor… Dom Vinho!


in ALMEIDA, A. Alves de (1902) Proza Rimada ou Rimas Populares: Brancas e vermelhas
Louzan: Typ. De J. Ribeiro dos Santos. Pág. 339

(0) balázios
CONTRA O VINHO


Mas pergunto: Podem os homens bem viver, ou viver sem beber vinho? Não se pode negar que podem, pois de cem partes do mundo, mais de noventa e nove o não bebem, nem tem: e comtudo vivem muito, e quiçais mais que os que o bebem, e alguns em terras muito fria, e muito mais sãos e fortes. E se não houvesse vinho, nem vinhas, ao menos nas terras boas, claro está, que darião essas mesmas pão ou fructa (que pode sustentar, o que o vinho per si não pode) ou caça, ou pasto, ou madeira, ou lenha, e tudo isto, ou qualquer destas cousas, daria mais fartura, que a falta do vinho, nunca causou fomes, nem carestias, e se pode escusar.

in ANDRADA, Miguel Leitão de (1867) Miscellanea/ de Miguel Leitão de Andrade.
Nova ed. Correcta. Lisboa: Impr. Nacional. Pág. 73


O autor nasceu em Pedrogão por volta do ano de 1555 tendo falecido em Lisboa em 1629 ou 1630. Frequentou a Universidade de Salamanca e a Universidade de Coimbra. Partiu para África em 1578 acompanhando D. Sebastião a Alcácer Quibir, tendo aí sido feito prisioneiro e conduzido para Fez, onde sofreu cativeiro.
Por vezes o seu apelido surge com Andrada.
A primeira edição da sua obra Miscelânea do Sítio de N. S.ª da Luz do Pedrogão Grande veio a publico em 1629.

(0) balázios
Agora sim há justificação e ainda por cima é científica.
Obrigado Sr. Dr.


Mano estás safo, agora já podes olhar para as prateleiras das meninas e não parecer “um boi a olhar para um palácio”!

(4) balázios
A NABADA

As freiras do Convento de Santa Maria de Semide eram exímias fabricantes de um doce chamado “Nabada”, que como o nome indica tem como principal ingrediente o nabo. O referido convento foi fundado no séc. XII pela Ordem Beneditina e situa-se na freguesia de Semide, concelho de Miranda do Corvo (distrito de Coimbra).
Quando alguma das freiras do referido convento falecia, havia determinações especificas sobre a alimentação que se deveria fornecer aos padres encarregues das exéquias.
«Se o enterro era de tarde os padres, que assistiam a elle, tivessem para a ceia chá, doces e dois covilhetes de nabada; se era de manhã, o celebrante recebesse tres covilhetes do tradicional doce, e dois cada um dos padres. O jantar dos mesmos constaria de galinha e carne de porco, que pertencia á defuncta, que para esse fim era morto, fructa, doce e café. Para o jantar não tivesse apparencia de festa recommendava-se que a fructa não fosse enfeitada com flores!»

in ASSUMPÇÃO, Lino de (1990) As Monjas de Semide: reconstituição do viver monástico
Coimbra: França Amado, p. 56

(1) balázios
DIZ-ME DE QUE SUBSISTEMA BENEFICIAS, DIR-TE-EI POR QUE FAZES GREVE
(Provérbio Metralha)

(2) balázios

quarta-feira, outubro 26, 2005


(clica na figura para aumentar) Posted by Picasa

(0) balázios
P'RÁ FRENTE PORTUGAL

"Nós queremos é que o país vá para a frente... para trás... para a frente... para trás... para a frente... para trás... para a frente... para trás... mais rápido... para a frente... para trás... para a frente... para trás... para a frente... para trás... não páres agora, país... para a frente... para trás... para a frente... para trás... para a frente... para trás... hmmm..."

Com a devida vénia a São da Afunda São.
A figura foi sacada aqui a partir daqui.

(4) balázios

terça-feira, outubro 25, 2005


ONDE É QUE O MUNDO VAI PARAR?

Para publicitar um novo tipo de vidro de segurança, a 3M colocou numa paragem de autocarros de Vancouver, um painel protegido por vidro, recheado com dinheiro verdadeiro.

O painel foi colocado ali para demonstrar a reistência do novo produto, e também para observar a reacção das pessoas e fazê-las comentar sobre o vidro.

O que se viu foram dezenas de pessoas a tentar quebrar o vido "Security Glass da 3M" de qualquer maneira.

A cobertura da TV canadiana foi maciça, e chegou a exibir em telejornais pessoas a dar tiros no painel.

A 3M conseguiu com isso valioso tempo de publicidade espontânea na TV, jornais, Internet, etc ... e algo que seria uma acção local, acabou famosa no mundo inteiro.



Choveram queixas no Sindicato Metralha (SM) contra a utilização deste tipo de vidro.

O Departamento de Investigação Metralha (DIM) vai solicitar às autoridades competentes portuguesas que proiba a utilização deste vidro no nosso país. Os estudos preliminares efectuados e uma comissão de sábios avançaram suspeitas de que este material apresenta características tóxicas, cancerígenas e mutagénicas para o ser humano como sejam radioactividade elevada, elevado teor de dioxinas, gorduras saturadas, e constituir-se como um putativo vector do vírus da gripe das aves.


(adaptado de uma mensagem recebida via e-mail do nosso correspondente no Canadá, Jonas Metralha )

(2) balázios
CULTURA É CONNOSCO


Os Metralhas quando vão a Espanha não vão só com o propósito de ir apenas para encher o bandulho de tapas e cañas.
Também há ocasiões em que vamos acompanhar alguma jovem cuja camisa se rompeu, às rebajas, ou até mesmo em busca de lugares de encanto.

Vamos sempre de carro e regressamos sempre de coche, e trazemos siempre el deposito cheio que lá é mais barato.

¡Y Olé!

(2) balázios

segunda-feira, outubro 24, 2005

GRIPE NAS AVES, FRANGO NA CAPOEIRA
(provérbio Metralha)


Posted by Picasa
Como medida contra a propagação da epidemia de "gripe das aves" que alastra pelo mundo inteiro e se transmite por meio das migrações de aves selvagens, as bem intencionadas autoridades competentes portuguesas, no exercício da sua "ciência de amadores", mandaram prender os frangos nos aviários e proibiram a sua venda em mercados e feiras.

Quando o desastre do Prestige quase nos bateu à porta, ainda havia o ministro Portas que era unha com carne com a santa de Fátima, e lá nos safámos. Mas agora, quem vai interceder por nós junto dos deuses, se isto azedar? Dado o reconhecimento público de coordenação e eficácia que é globalmente atribuido às nossas autoridades competentes, vamos necessitar de toda a intervenção divina que pudermos engajar... vamos, vamos ...

(2) balázios
200 ANOS DE LARACHA


ONTEM, DIA 23 DE OUTUBRO DE 2005, COMEMOROU-SE O PRIMEIRO BICENTENÁRIO DOS MANOS METRALHAS COM UM GRANDE BACANAL PROMOVIDO PELA VÓVÓ METRALHA.

EM AMBIENTE WINDOWS

OBVIAMENTE QUE O RESULTADO FOI NULO PARA A CIVILIZAÇÃO.


(2) balázios
GRIPE DAS AVES (Vírus AH5N1)
FOI PROIBIDA A VENDA DO PITO VIVO NO MERCADO ...
PROVAVELMENTE IRÃO SER EMITIDAS MAIS RESTRIÇÕES ÀS TRANSACÇÕES DE PITO QUE OCORREM UM POUCO POR TODO O LADO ...

A moral nunca esteve tão baixa.
Já não bastava o governo-xuxa-dos-tachos-para-amigos, o aumento da gasolina, o aumento dos impostos, etc ... e agora ainda mais esta.

Deus anda a castigar a gente?
Os astros não estão bem posicionados?
Foi um mau-olhado que nos lançaram?
Vade retro, cruzes canhoto?

"Não há maneira de sair o totoloto à gente para podermos fugir para a China ou para a América, onde não se passa nada disto ."

(0) balázios
NABOS DE TODO O MUNDO UNI-VOS!






A tradição já não é o que era…

“... ao contrário do que se pensa, a tradição do nabo está relacionada com um episódio feliz da Académica. Houve um ano em que as vendedoras do mercado foram agravadas com uma taxa autorizadora (*) para a venda dos seus produtos demasiada alta. Os estudantes, num acto de solidariedade, resolveram comparecer em peso no mercado municipal e compraram todos os produtos ali existentes."

(autorizativa no calinês original)


(2) balázios

domingo, outubro 23, 2005


MIGUEL CARVALHO o único alfarrabista de Coimbra já está na Net!

(1) balázios
Hoje ... entrada do Sol no signo do ESCORPIÃO ...
... a malta até já se sente melhor ... "whatever"



(0) balázios

sábado, outubro 22, 2005


21 de Outubro de 2005 Posted by Picasa

(1) balázios

sexta-feira, outubro 21, 2005

PORTUGAL NECESSITA DE ORGANIZAÇÃO / PLANEAMENTO / COORDENAÇÃO
"ORDEM E PROGRESSO"

Por exemplo ao chegar a porção de semana que os portugueses mais gostam deve haver tarefas já premeditadas com a logística devidamente acautelada, por exemplo:

SUGESTÕES PARA O FIM DE SEMANA:

1
Se chover, tirar um livro da estante para ler.
Não o fazer. Sentir o prazer ...;

2
Reflectir sobre o efeito do Duraglit nos metais:
2.1 Quais os mecanismos de limpeza,
2.2 Quais os processos de protecção;

3
Reflectir acerca do efeito de equilíbrio provocado pelo busto de napoleão, tendo presente o aforisma popular "em casa onde não há busto, todos ralham e ninguém tem razão".
3.1 Que factores potenciam aquele busto em relação a outros bustos, a saber:
3.1.1 Bustos de Santos,
3.1.2 Bustos de Santas,
3.1.3 Bustos de Outros Estadistas;

4
Cozinhar as perdizes cobradas na quinta feira (ontem), com couve e bacon.

5
Assar castanhas e beber jeropiga

(0) balázios
Para que haja concentração naquilo que interessa, ao invés do fútil e supérfluo do costume, há uma leitura que recomendo humildemente a todos os cidadãos que um dia decidiram abraçar a mui nobre profissão política:
(esta é para ti, candidato Mano 69)

"Thereafter he walked very carefully, with his eyes on the road, and when he saw a tiny ant toiling by he would step over it, so not to harm it. The Tin Woodman knew very well he had no heart, and therefore he took great care never to be cruel or unkind to anything. "You people with hearts", he said, "have something to guide you, and never do wrong; but I have no heart, and so I must be very careful. When Oz gives me a heart of course I needn't mind so much."

Baum, L. F. 1900. The Wonderful Wizard of Oz

(0) balázios
PRESIDENCIAIS 2006
Para que serve o Presidente da República?
Para guiar e esclarecer o povo - dizemos nós.


ESCLARECIMENTO:
(clicar na imagem para ampliar)
Posted by Picasa

(0) balázios
PRESIDENCIAIS 2006
(clicar na imagem para ampliar)
Posted by Picasa

(0) balázios

Bem-vindo a Alqueva Posted by Picasa

(0) balázios
DING DONG

"Debido al fallecimiento del abuelo a los 95 años, el joven Camilo fue a darle el pésame a su abuela de 90 años. Camilo llega y encuentra a la anciana llorando y la consuela. Un rato después, ya más calmada, el nieto aprovecha y le pregunta:
- Dime, abuelita, cómo murió el abuelo?
- Fue haciendo el amor, le confiesa la mujer.
Camilo, horrorizado, le replica que las personas de 90 años o más, no deberían tener sexo porque es muy peligroso. Pero la abuela le aclara:
- Lo hacíamos solamente los domingos, desde hace cinco años, con mucha calma, al compás de las campanadas de la iglesia. Ding para meterlo y dong para sacarlo... Si no fuera por el hijo de puta del carrito de helados, el abuelo estaría vivo!!"

(recebido via e-mail, muchas gracias)

(1) balázios

quarta-feira, outubro 19, 2005

Fotografia furtada aqui.


«…As coisas mudarão de figura se a máquina, em vez de estar ao serviço de alguns, estiver ao serviço de todos. Quando, graças a ela precisamente, os bens de consumo forem tantos e tão disponíveis que possamos colher da árvore da vida sem esforço e sem luta».

Miguel Torga in Diário, IX


Será que já está a acontecer?
A árvore que existe na Praceta S. Sebastião até já dá “bens de consumo” - no caso um sofá vermelho - “sem esforço e sem luta” ? A Praceta do Santo mártir não tarda nada vai ser um novo el dourado para Portugal e arredores.

(0) balázios

segunda-feira, outubro 17, 2005

Vai Martim de Freitas
a caminho de Toledo.
Não vai triste nem vai ledo
vai apenas a pensar,
olhando as estrelas do céu,
que as chaves que o Rei lhe deu
do castelo de Coimbra
a ele as deve entregar.
Vai cumprir o seu dever,
porque para um alcaide-mor,
mesmo depois de morrer
O Rei é ainda Senhor.


António Arnaut (Pátria Memória Antiga)

(0) balázios
BRIOSA 37 anos depois da última vez que ganhou em Alvalade foi lá (ajudar a) colocar o Peseiro fora e buscar três pontos.
É o chamado dois em um!

(2) balázios
BEM-TE-QUER

... mas por vezes, o vice não versa. Posted by Picasa

(o aumento das fotos, carece de clicanço. Não é como o IVA e as contribuições para a Segurança Social que aumentaram, sem que NINGUÉM fizesse nada por isso)

(0) balázios
Não sou esperto nem bruto
Nem bem nem mal educado
Sou simplesmente o produto
Do meio em que fui criado
(António Aleixo)

(0) balázios

domingo, outubro 16, 2005

Hoje é dia de BRIOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOSA!

Será que o Peseiro vai ao ar?

(0) balázios

quinta-feira, outubro 13, 2005

PETIÇÃO PARA QUE O “SITE” DA FIFA TAMBÉM SEJA EM PORTUGUÊS!

Eu já assinei e você?

(0) balázios
ESTUPIDAMENTE DIVAGAR

O estúpido pode nascer, viver e morrer estúpido.
Provavelmente conviverá a maior parte do seu tempo com estúpidos, com quem partilhará ideologias estúpidas, sonhos estúpidos e receios estúpidos.
Os estúpidos também sonham e também amam, e também são seres humanos. Se calhar são até os seres humanos, mais naturalmente humanos.
O estúpido, na maior parte das vezes, faz afirmações estúpidas e defende valores estúpidos, mas o contrário também sucede, o que atesta um grau de estupidez maior, que é partilhado por uma minoria significativa de estúpidos, muito estúpidos.
Quando por um qualquer motivo fortuito, o estúpido convive com um não estúpido, normalmente nada sucede ao estúpido. Já para o não estúpido, pelo contrário, há sempre uma perda qualquer. Ainda que o contacto seja ténue, superficial e fugaz, o não estúpido perde sempre, nem que seja o tempo que esteve exposto à estupidez.
Naturalmente, um dia o estúpido encontra outro estúpido(a) com quem constituirá um casal de estúpidos. Provavelmente, assim dita a vida, irão multiplicar-se em uma ou mais pequenas e estúpidas criaturas, e tenderão a ser uma estúpida família feliz. Quando tal não acontece, geralmente é por motivos estúpidos.
Ao crescerem, as pequenas criaturas revelarão a sua herança, ou exibirão mutações. Mas não há esperança ou cura possível para a estupidez. Quaisquer alterações no estado de estúpido, são muitíssimo raras, e quando acontecem, são devidas a mutações irreversíveis. Por esse motivo, não pode em boa verdade afirmar-se que ocorreu uma cura. A mutação deu origem como que a um renascer da pessoa. O que anteriormente era estúpido, não o sendo mais devido a mutação rara e ocasional, é um novo sujeito não estúpido que nada tem a ver com o anterior que foi. Um e outro não são o mesmo.
Este texto é um exemplo do exercício livre e voluntário da estupidez, e da sua partilha voluntária. Qualquer afirmação em contrário é estúpida.

(2) balázios

quarta-feira, outubro 12, 2005


Banda desenhada de cordel... Posted by Picasa

(0) balázios
SÃO AOS MONTÕES

Posted by Picasa NÃO HÁ APARELHOS DE AR CONDICIONADO QUE CHEGUEM PARA CLIMATIZAR CONDIGNAMENTE OS GABINETES DE FALSOS DOUTORES E ENGENHEIROS MUNIDOS DE VARIADOS E COLORIDOS CANUDOS , SENTADOS NAS CADEIRAS DOS PODERES, DA ADMINISTRAÇÃO, E NÃO SÓ...
ALGUNS, DO TEMPO DAS PASSAGENS ADMINISTRATIVAS, ESTÃO JÁ A REFORMAR-SE!

(0) balázios
"República e laicidade" com Carlos Esperança

«Os que em vida tiveram uma pituitária alérgica ao cheiro das velas, tímpanos avessos às orações e olhos apáticos às sotainas,»

Eu logo vi que você tinha falta de alguma coisa e agora fez-se luz (obrigado EDP) e já sei o que é, são três dos cinco sentidos, a saber:

- OLFACTO «uma pituitária alérgica ao cheiro das velas»;
- AUDIÇÃO «tímpanos avessos às orações»;
- VISÃO «olhos apáticos às sotainas».

Claro está que lhe “sobra” o TACTO que no entanto e na maior parte das vezes é inexistente e o PALADAR que está embotado pelos excessos da vida.
Mas não desespere porque a vida é cheia de surpresas e quem sabe se você na próxima (r)E(i)NCARNAÇÃO, é certo que um bocado chamuscado pela (co)incineração, poderá renascer liberto das peias de um excesso de republicanismo militante…

No entanto bem-haja por existir para que eu possa estar aqui a intervir (não só rima como fica sempre bem afagar o ego do oponente mesmo parecendo, só um bocadinho, crápula).

(2) balázios

terça-feira, outubro 11, 2005

A PRUDÊNCIA É UM APANÁGIO DOS JUÍZES

(HISTÓRIA PRATICAMENTE VERÍDICA)

Num juízo de uma pequena cidade, o advogado de acusação chamou a sua primeira testemunha; uma velhinha de idade avançada e avó.

Aproximou-se da testemunha e perguntou: "Srª. Ermelinda, a senhora conhece-me?"

Resposta - "Claro que te conheço. Conheço-te desde pequenino e, francamente, desiludiste-me. Mentes descaradamente, enganas a tua mulher, manipulas as pessoas e falas mal delas pelas costas. Julgas que és uma grande personalidade quando nem sequer tens inteligência suficiente nem para ser varredor. Claro que te conheço."

O advogado ficou branco, sem saber que fazer. Depois de pensar um pouco; apontou para o outro extremo da sala e perguntou:

" Srª Ermelinda conhece o defensor oficioso?"

Responde a velhinha: "Claro que sim. Também o conheço desde a infância. É frouxo, tem problemas com a bebida, não consegue ter uma relação normal com ninguém e na qualidade de advogado bem, aí......é um dos piores que já vi. Não esqueço também de mencionar que engana a mulher com várias mulheres diferentes, uma das quais, curiosamente, é a tua mulher. Sim, conheço-o. Claro que sim."

O defensor ficou em estado de choque.

O juíz, entretanto, pediu a ambos os advogados que se aproximassem do estrado e com uma voz muito ténue diz-lhes:

" Se a algum dos dois, ocorrer perguntar à puta da velha se me conhece, juro-vos que vão todos presos."

(recebido via e-mail)

(0) balázios

segunda-feira, outubro 10, 2005

Alguém me explica por que é que desde Domingo só se fala em: perdeu a CAMA; ganhou a CAMA; ainda não sabe com quem é que se vai coligar na CAMA; a percentagem de abstenção é de x% na CAMA; o candidato A foi mais votado que o candidato B para a CAMA; Fátima Felgueiras ganhou a CAMA; é só CAMA, CAMA, CAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAMA.
Irra que já estou farto de tanta CAMA com ou sem candidatos/as!
Nos tempos que correm é preciso ter cuidado com esses saltos de CAMA em CAMA.
Não sei digo eu.

(0) balázios
COIMBRA


Da descrição Topográfica desta Cidade

Na altura, ou latitude Boreal de quarenta graus, trinta minutos, e na longitude de doze graus, quarenta minutos, nove léguas da Vila da Vila de Aveiro para a parte do Sul, em um monte quase em forma de quadrado, tem seu assento a nobre cidade de Coimbra, a quem banham as águas de célebre Mondego, o qual correndo entre verdes bosques, deleitosas quintas, hortas, e pomares, de que suas praias estão cobertas, vem dando água a muitos prados, que de longe parecem lindas alcatifas, (…) É o Mondego (a quem os Latinos chamam Munda, e Estrabão lhe dá o nome de Muliades) um dos vinte e quatro rios mais célebres de Portugal, e um dos onze navegáveis, que com ser rio brando, parece que tem extremos de guerreiro, pois tem seu nascimento na Serra da Estrela, (…)
Vive Coimbra alegre com o cristalino das águas do seu rio Mondego, (…)
Sobre a etimologia deste vocábulo Coimbra são várias as opiniões, porque uns dizem que deriva de o Rei Brigo, do qual se denominarão muitas Cidades que ainda conservam seus nomes antigo; umas por serem fundações suas e outras porque os naturais delas lhes quiseram fazer este obséquio, (…)
Outros escreveram que se chama Conimbriga, que significa apinhada povoação, porque os Espanhóis antigos acabavam os nomes das Cidades em briga, que quer dizer povoação grande, (…) donde podemos coligir que Condeixa se chamava Conimbriga, ou Conimbrica, e com maior corrupção Coimbra, e que quando Ataces fez a sua mudança, deu o nome da primeira Corte a esta nossa Cidade, que já em tempos mais antigos se havia chamado Munda, por ter regado com as águas do seu rio Mondego, que, como acima dizemos, tem ele mesmo nome no idioma Latino.


COSTA, António Carvalho da
Corografia portugueza e descripçam topografica do famoso reyno de Portugal...
Lisboa : na Off. de Valentim da Costa Deslandes, 1706-1712. – 2.ª Volume. Páginas 2-3

(0) balázios
AUTÁRQUICAS 2005

Post Scriptum

"Obrigado Gondomar!"
"Obrigado Oeiras!"
"Obrigado Felgueiras!"

(0) balázios


AUTÁRQUICAS 2005

O Rescaldo:

Em jeito de rescaldo eleitoral, e uma vez que outros metralhas que não nós, receberam os votos necessários à continuação do rapanço do tacho, parabenizamos os que foram eleitos, e marimbamo-nos para os que o não foram.

Declaramos que haverá continuidade nos nossos propósitos de conquistas futuras de tachos, digo, do poder, digo, da dedicação à causa pública e ao bem comum, digo a lengalenga habitual, etc e tal.

Em jeito de avaliação interna e interpretação dos resultados obtidos (que foram dois votos, dois) estamos para já cientes de que "a nossa mensagem não passou e não foi ao encontro do eleitorado". Assim, hoje iremos reunir em assembleia geral para reflectir, para lançar as bases que "conduzam à elaboração de uma nova estratégia", bem como para proceder a restauros no busto de napoleão que temos na barraca.

Estamos convencidos que o facto desse amuleto que tanta sorte costuma trazer a quem o possui, dado o desleixo com que tem sido tratado por alguns elementos desta família, e por se encontrar em tão mau estado e abandonado numa prateleira, alta e exposta aos elementos, teve influência directa nos maus resultados eleitorais que obtivemos.

Assim sendo, assumimos essa malapata pessoalmente, bem como colectivamente com o citado busto e restantes elementos do gangue.

Já foi mandado retirar o busto do local onde se encontrava, e baixar à mesa de trabalhos.


(1) balázios

domingo, outubro 09, 2005

AUTÁRQUICAS 2005

Posted by Picasa

(0) balázios
AUTÁRQUICAS 2005

Hoje é dia de eleiçãoPosted by Picasa

(0) balázios

sábado, outubro 08, 2005

O ÚLTIMO BROCHE DA EMISSÃO
(descobri-o aqui)
; )

(0) balázios
AUTÁRQUICAS 2005

SONDAGENS DESTAS SÃO SEMPRE BEM VINDAS
(ou benvindas como dizia o defunto) Posted by Picasa
"inda que mintam"

(0) balázios

O votante típico METRALAHA!













Não consegues visualizar a imagem?
Clica encima dela (salvo seja)!

(0) balázios

sexta-feira, outubro 07, 2005

Conselho Metralha! Posted by Picasa

(0) balázios

VOTA NOS METRALHAS (não te esqueças...) Posted by Picasa

(0) balázios
Não fique de cara à banda! Posted by Picasa


(0) balázios