<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, maio 10, 2006

O VELHO CAMPINO

Um velho campino, típico e tradicional do nosso Portugal, contemplava, como era seu costume, os touros a pastar nas lezírias à luz de mais um tranquilo pôr-do-sol.
Pelo pitoresco do quadro e pelas vestes, que sempre envergava com assumido orgulho, era alvo da curiosidade de todos os turistas e transeuntes de outras paragens.
Naquele dia, uma jovem aproximou-se dele e fez-lhe a pergunta do costume:
- O senhor é campino?
- Sou, sim, Menina.
- Um campino verdadeiro?
- Claro!!!
- Há muitos anos?
- Sim! Todos os dias conduzo os meus animais, e aos Domingos levo-os a lides triunfantes nas mais conceituadas arenas de Portugal!
Naquele dia, por ter acordado um pouco mais falador, colocou ele uma questão:
- E a menina?
- Eu sou lésbica. Acordo a pensar em mulheres, tomo banho, como, trabalho, adormeço e sonho a pensar em mulheres e de manhã acordo a pensar em mulheres!
No dia seguinte, foi a vez de uma outra excursão perturbar a calma local.
O grupo, curioso, aproximou-se do velho campino e perguntou-lhe :
- O senhor é campino?
Após uma pequena pausa, o velho campino respondeu, um tanto atrapalhado:
- Toda a minha vida pensei que sim. Mas afinal, ontem descobri que sou lésbica....

Comments:
ehehehehehe, pudera!:D ( a outra não é lésbica, é maníaca!...)
 
ó mano, deixaste de postar no ponte europa porquê?
 
“Será a estupidez tangível?”

Caro FonsecaeCosta (cineasta salvo seja!) e Anónimo das 5:38P M

No articular coisas sem nexo é que está o ganho. Eu só sigo a “moda” do articulista e apaniguados dado que o substrato da posta é, ou tem como fim único, acertar o passo (salvo seja) ao ex-embaixador e família. Assim, o nexo nunca pode ser causal no sentido de trazer algo de novo permanecendo a forma sem conteúdo. Confuso? Não? Então siga para bingo.
Mais a mais não me apetece desembuchar, não porque esteja embuchado consigo e/ou com o Carlos Esperança mas por que a miudeza da posta em questão é simplesmente confrangedora na sua essência.
Quanto ao «mijar direito», sic, será que você se está a referir à velha máxima portuguesa que refere que “quando mija um português, mijam logo dois ou três”?


N.B.: Para a próxima e em vez de “porra” diga antes arroz, dado que tem também dois “r” e alimenta! …




Chegou até aqui? Então pode gritar BINGO e entrementes dizer para os seus botões… o gajo está é a gozar comigo! Arroz!
 
És um senhor BIMBO. AHAHAH é um elogio eheheh mas eu não gosto de sandes mistas prefiro arroz.
 
You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it »
 
Enviar um comentário